yacht cabos para embarcações

Cabos para embarcações: o que eu preciso saber?

Instalações elétricas próximas ao mar, equipamentos e embarcações que sofrem a incidência de maresia são mais suscetíveis a problemas como a deterioração em curto prazo, falta de condutibilidade e, consequentemente, panes que comprometem a segurança de atividades marítimas.

Os mais indicados para minimizar o efeito da maresia são os estanhados, que têm sua composição e tecnologia adequadas para longos períodos em instalações elétricas nessas regiões. Apesar disso, não são muito conhecidos e são substituídos por cabos comuns.

Neste artigo, trazemos algumas informações sobre cabos para embarcações e alguns aspectos que devem ser considerados para evitar qualquer problema ou acidente. Confira!

Qual o mais indicado para embarcações?

Fios tradicionais de cobre sofrem com a maresia: são suscetíveis a corrosão devido às infiltrações que oxidam seus filamentos e ocasionam a perda da sua condutividade. Isso impede o funcionamento de equipamentos náuticos importantes, uma vez que a voltagem conduzida também pode ser comprometida.

Problemas mais graves, como naufrágios, podem até ocorrer em consequência dessa oxidação, principalmente porque o equipamento responsável por bombear a água deixa de funcionar devido às falhas elétricas.

Por esse motivo, todos os circuitos elétricos náuticos devem ser constituídos exclusivamente por , um cabo de cobre com tratamento especial, que sofre uma reação química com o estanho para garantir mais resistência mecânica e contra a maresia.

Por que o é mais indicado para instalações náuticas?

Cabos tradicionais de cobre, como já abordamos, sofrem enorme perda de condutividade, causada pela corrosão e vibração, mesmo após poucos meses de aplicações em instalações elétricas no ambiente marítimo.

A corrosão é resultado da infiltração em conectores e no material isolante, mas os cabos estanhados, também chamados de “marine grade” são dimensionados para operar em ambientes adversos ―com incidência de óleo e umidade ―, são mais flexíveis, impermeáveis e têm maior resistência a fadiga do material, principalmente porque:

  • são usados filamentos de cobre torcido;
  • são fabricados com tempera mole da classe 5;
  • têm mais filamentos que os demais cabos;
  • sua capa externa é de PVC, que suporta 105o C, diferentemente dos demais cabos que suportam 70o C.

Não há dúvida quanto a sua aplicabilidade em um sistema elétrico naval, apesar disso, as pessoas escolhem cabos para embarcações tradicionais que têm um custo mais baixo, cerca de 30% do valor dos cabos estanhados.

Por que contar com uma empresa que entenda de cabos para embarcações?

É preciso considerar que o custo mais baixo obtido pelo uso de material comum pode se tornar uma grande dor de cabeça, pois estão sujeitos a problemas que potencializam o prejuízo de pessoas que deixam de priorizar o uso de um material adequado e de qualidade.

Cabos estanhados são ideais para embarcações, além de compor a infraestrutura completa, é preciso contar com ajuda profissional para definir a marca mais confiável, a quantidade de fio e bitolas necessárias, além das emendas mais críticas, que devem ser isoladas com isolante líquido e tubos termo retráteis.

Nunca deixe de conferir as especificações técnicas do material escolhido, assim como pedir ajuda profissional para garantir a eficácia da sua instalação. É preciso escolher a marca mais confiável e produtos que viabilizem as mesmas condições de quando foram instalados.

O Grupo Discabos fornece cabos para grandes indústrias de barcos e yatchs já há muitos anos, entre em contato e fale com um de nossos consultores sobre os cabos para a sua embarcação!

 

 

Tags:

Veja também:

0 0 vote
Avalie este conteúdo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Queremos ouvir você: deixe um comentáriox
()
x