Perda de tensão ou sinal em cabos devido a distância

Publicado em Artigos / Blog dia

Um cliente nos enviou um e-mail perguntando: “A distancia influi para a perda de tensão e escolha do cabo ?”

SIM , influi muito. E é sobre esse tema que trataremos nesse artigo.

Distância e perda de tensão?

Como foi demonstrado através de tabela no artigo anterior, podemos relacionar a potência da caixa e sua impedância a uma corrente.

A corrente, na tabela, pode ser relacionada a espessura do cabo a ser ligada. Porém as tabelas não levam em conta a distancia do cabo.

Essa informação é muito importante, pois todo impulso elétrico que corre através de um metal enfrenta uma resistência ao tráfego desse sinal, ela é chamada de resistência ôhmica, que é dada por ohms/km. Por isso todo sinal tende a ter perda em grandes distancias.

O instalador deve prever essa perda levando em conta a distancia percorrida na instalação, para que ela não prejudique o sinal do equipamento emissor.

Leia também Como não ser enrolado na hora de comprar um cabo de áudio?

Cálculo para prever a distancia máxima

O cálculo para prever a distancia máxima suportada pelo cabo, envolve muitos fatores como tensão, corrente, potência, porcentagem de perda da tensão elétrica e bitola do cabo, especificados diferentemente em cada equipamento.

Olhando o exemplo das tabelas utilizadas no artigo anterior, para uma caixa de 100 Watts de potência, com 8 Ohms de impedância, e cerca de 4 amperes de corrente, o ideal seria utilizar um cabo de 2×1,50mm².

Levando em conta a perda com a distancia, ou a queda de tensão que ocorre devido a resistência ôhmica, percebemos que o cabo 2×1,50mm², recebendo uma tensão de 110 a 127 volts, suporta de 15 a 25 metros de distancia.

Acima dessa metragem (15 a 25 metros), a perda de tensão passa a ser mais significativa. Contudo o valor muda pouco, até cerca de 35 metros o sinal continua chegando com clareza, porém nessa metragem a caixa de som já não irá render 100% das suas características.

Visando manter a potência de entrada constante, o ideal seria utilizar um cabo mais grosso, que terá menor resistência ôhmica. Nesse caso o cabo 2×2,50mm², suportaria até cerca de 50 metros sem problemas de perda.

Para pequenas metragens, pequenas variações de potência, muitas vezes, não interferem na funcionalidade do sistema. Porém quando visualizamos tal ligação para metragens superiores a 100 metros, percebemos que a escolha errada do cabo pode prejudicar muito o sistema.

Conclusões

Podemos concluir que nas instalações de áudio e sonorização de ambientes, a distancia é um fator a se levar em conta no momento de projetar a configuração do local.

Muitas vezes, vemos utilizarem os cabos sem nenhum estudo preliminar, utilizando o senso comum para escolher a bitola do cabo. Tal escolha pode dar certo, especialmente quando trabalhamos com pequenas metragens.

O ideal seria sempre calcularmos a perda de tensão relacionada com a distancia para as ligações de áudio que fazemos.

Somente assim você terá certeza que não prejudicará o som do ambiente, aproveitará a qualidade do equipamento ao máximo, obterá um melhor custo benefício no seu sistema e deixará seu cliente satisfeito com o suporte dado a ele na escolha do material correto.

Conheça as linhas de cabos para caixas de som e alto falante da Discabos e peça uma cotação:

Cabos Paralelos

Cabos RCA

Cabos PP

Cabos para Modulo

Quero mais informações sobre esse assunto


Ainda não tem cadastro?! Preencha aqui suas informações para se cadastrar e baixar este arquivo ou clique aqui e confira as vantagens em fazer um cadastro no site do Grupo Discabos

Inscrição



Login