O que é gerenciamento de EDID e como ele está relacionado ao HDMI?

Entender o funcionamento da comunicação entre dispositivos envolvendo equipamentos de HDMI é fundamental. Para isso, também é importante conhecer o conceito de EDID manager, ou gerenciamento de EDID.

É justamente sobre isso que vamos conversar ao longo deste artigo. Você compreenderá o que é gerenciamento de EDID e como ele se relaciona ao HDMI. Continue lendo!

EDID manager — o que é EDID?

Acrônimo de Extended Display Identification Data, EDID é o termo usado para descrever o conjunto de dados fornecidos pelos monitores digitais (projetores, televisores etc.) para indicar seus recursos nas fontes de mídia.

Os EDIDs são importantes para fontes de vídeo DVI e HDMI e, ocasionalmente, são usados ​​para fontes VGA. Eles também incluem identificação do fabricante e do produto, número de série, data de fabricação, tamanho da tela, resolução e frequências suportadas e tempos de sinal detalhados para resoluções nativas.

Para sistemas simples que consistem em uma única fonte e um único dispositivo de exibição, a transferência de informações do EDID é direta e funciona muito bem. No entanto, para sistemas maiores, com múltiplas fontes, displays, switchers e processadores de sinal de vários tipos na cadeia de sinal, a transmissão EDID pode se tornar problemática, já que as fontes podem receber informações conflitantes de vários dispositivos “sink” (ou seja, diferentes telas de vídeo).

Em outros casos, uma fonte pode não ser capaz de ler com precisão informações EDID, causando uma interrupção na exibição. Assim, o gerenciamento eficaz do EDID se tornou uma questão crítica para instalações comerciais, profissionais e indústrias.

Imagine uma situação em que você pode querer enviar seu sinal de DVD para dois locais. Nesse exemplo, você usaria um divisor HDMI para permitir essa conexão. É aqui que as coisas começam a se tornar interessantes, pois, agora, você tem dois lotes de informações sobre o fabricante e a capacidade, voltando à fonte, e elas podem ser diferentes.

Qual conjunto de informações a fonte deve usar para configurar seu sinal? Você pode muito bem ter uma tela com capacidade para 1080p no ambiente principal, mas apenas uma tela com capacidade para 720p no segundo local. Se a informação da capacidade do salão principal for usada pela fonte, a fonte enviará um sinal de resolução de 1080p, mas a segunda exibição da localização não será capaz de lidar com isso e exibirá uma mensagem dizendo “Fora do intervalo” ou algo similar.

Há casos em que os produtos vêm pré-carregados com um EDID padrão que lista um grande número de resoluções suportadas, espaços de cores, informações de tempo, formatos de áudio etc. Esse EDID padrão, geralmente, é bom e funciona com uma ampla variedade de fontes de vídeo. Às vezes, porém, é útil copiar/fazer upload de um EDID específico para o dispositivo, informando à sua fonte de vídeo para fornecer as informações de vídeo/áudio que você deseja capturar ou adicionando uma resolução personalizada ou tempo que não esteja no EDID padrão.

Como o gerenciamento de EDID se relaciona ao HDMI?

Como sabemos, HDMI (Interface Multimídia de Alta Definição) é a interface de conexão mais popular para HDTV.

Pois bem, um grande número de problemas enfrentados em redes HDMI está relacionado ao gerenciamento de EDID.

Quando há vários dispositivos se comunicando ao mesmo tempo, a falta de comunicação e a falta de compatibilidade são inevitáveis. Nem todo dispositivo pode ser compatível em sua capacidade de transmitir a mesma quantidade de informação.

Se você estiver alternando entre canais e aterrissar em um canal 4K que transmite conteúdo 4K, o EDID iniciará uma reconfiguração de hot plug para passar pelo seu receptor para o seu monitor, informando que, agora, você precisa alternar da resolução de 1080p para 4K. Isso requer o uso de um chipset diferente no seu monitor e no receptor.

Muitas vezes, ocorrem problemas “em algum lugar” dessa transmissão, dependendo de quão complexo um sistema de home theater pode ser. Para sistemas com configurações complicadas e racks AV, são necessários muito mais “switches” do que apenas a fiação para um único dispositivo. Com todas as diferentes marcas de dispositivos habilitados para HDMI, todos terão diferentes tolerâncias de dados, resultando em problemas de “comunicação”.

Em conclusão, é fundamental utilizar bem o gerenciamento de EDID (EDID manager) para resolver essa incompatibilidade. Nossa indicação é o uso de equipamentos HDMI, como a matriz HDMI 4×4 e o Splitter HDMI 1×2, que têm funções de gerenciamento de EDID para evitar incompatibilidades entre equipamentos.

Saiba mais sobre EDID

E então? Você conseguiu entender o que é EDID manager? Para receber outros conteúdos como este diretamente em seu e-mail, assine nossa newsletter na coluna do lado direito!

0 0 vote
Avalie este conteúdo
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Willian S
Willian S
21 de setembro de 2020 09:11

Apenas com o intuito de não disseminar uma informação incorreta, vou fazer algumas correções que acredito serem pertinentes. São elas:

(…) já que as fontes podem receber informações conflitantes de vários dispositivos “sink”.

Na verdade, a comunicação do EDID é sempre ponto-a-ponto. No caso de equipamentos entre a fonte de sinal e o display — splitters, extensores, matrizes — estes têm o seu próprio EDID, ou utilizam de algum mecanismo para copiar o EDID do equipamento por sua vez conectado em sua saída. Mas a fonte de sinal sempre enxerga um único EDID, do equipamento diretamente conectado em sua saída.

(…) uma fonte pode não ser capaz de ler com precisão informações EDID, causando uma interrupção na exibição.

Os problema de EDID não se manifestam durante a reprodução da imagem. A transmissão do EDID pelo display para a fonte de sinal ocorre uma única vez no momento da detecção do Hot Plug, antes do início da reprodução, e se mantém até que o estado deste se altere. Assim, o EDID não pode causar uma interrupção na reprodução de imagem já que não há tráfego de suas informações durante a reprodução.

Se você estiver alternando entre canais e aterrissar em um canal 4K que transmite conteúdo 4K, o EDID iniciará uma reconfiguração de hot plug para passar pelo seu receptor para o seu monitor (…)

Não é prática (ou ao menos, não é comum) que um processo de leitura de EDID seja disparado por uma mudança de canal pois, como dito anteriormente, isso exige a interrupção . Além disso, no momento da inicialização, este processo de leitura já ocorre, e logo o decoder já sabe se o display conectado suporta ou não a reprodução de conteúdo UHD 4K, não havendo uma razão para esta análise de maneira “dinâmica”, no meio da reprodução do sinal.

Sandro
Sandro
21 de setembro de 2020 09:11
Reply to  Willian S

Sim, é exatamente isso que ocorre !!!
Assim que ambos equipamentos são ligados, todas as informações referente a resolução, já são enviadas / recebidas !!! Se houver um problema de compatibilidade, isso ocorrerá no início da transmissão !!!

2
0
Queremos ouvir você: deixe um comentáriox
()
x
0
    0
    Seu carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar a loja