Como fazer sonorização de prédios e edifícios comerciais? Entenda, neste post.

Investir em sonorização de prédios e edifícios comerciais é a melhor forma de otimizar a distribuição do som e a comunicação em um ambiente corporativo. Seja para fazer anúncios gerais, seja para customizar a sonorização ambiente em áreas particulares, ao iniciar um projeto desse tipo, é necessário compreender o objetivo do cliente — ou seja, a dor que motivou a demanda e os requisitos do projeto.

Prédios comerciais, assim como condomínios residenciais, demandam maior segurança sem onerar os custos dos condôminos. Com um projeto de sonorização, é possível criar um plano eficaz de evacuação e de anúncios de emergência — o que pode ser o grande diferencial para evitar uma tragédia e salvar vidas.

Além disso, quando falamos de sonorização, é importante viabilizar mais conforto, por meio da mitigação de ruídos que prejudicam a qualidade da experiência dos usuários durante a permanência no ambiente.

Neste artigo, baseado na entrevista de Bruno Ballem, profissional da KVM Informática e parceiro do Grupo Discabos, falamos sobre a importância da sonorização de edificações e como fazer sonorização de prédios e edifícios comerciais. Vamos lá?

Por que investir na sonorização de edificações?

Estímulo à segurança

Conforme falamos, um projeto de sonorização de prédios e edifícios comerciais deve priorizar a segurança dos frequentadores do ambiente. Uma infraestrutura capaz de integrar a transmissão da informação, por meio de anúncios e sinalização de emergências, pode atender a essa demanda de forma rápida e eficaz.

Impacto positivo na experiência dos frequentadores

Seja por meio da criação de um sistema de sonorização ambiente para áreas comuns, seja por meio de uma rádio corporativa que integra as informações mais relevantes para as pessoas que trabalham naquele local, a sonorização das edificações tem um impacto significativo na experiência dos seus frequentadores.

O som correto pode mudar o clima em um ambiente corporativo, melhorar a concentração e até aumentar a produtividade das equipes.

Embora algumas pesquisas indiquem que as músicas com letras reduzem a performance mental, as trilhas instrumentais incrementam a performance dos ouvintes, principalmente se forem familiares.

Otimização de custos operacionais

A redução de tempo de trabalho para o controle das operações integradas — que acontece em função da automação do sistema de sonorização — otimiza o custo operacional, pois dispensa a necessidade de profissionais e permite o desligamento automático no caso de desocupação do prédio.

Maior inteligibilidade na comunicação

Inteligibilidade é a característica do que pode ser compreendido, além de ser um dos aspectos que mais influencia na qualidade do som, uma vez que se relaciona à clareza como o áudio alcança o seu propósito de comunicação.

Com automação e um sistema de som adequado, esse requisito é suprido para fortalecer a experiência dos usuários em qualquer ambiente.

Quais cuidados devem ser tomados ao sonorizar um prédio ou edifício?

Alguns cuidados para a sonorização de prédios e edifícios comerciais abrangem a acústica — compreender se a solução escolhida será inteligível ou se o local precisará ser preparado para uma entrega de som otimizada — e a localização, que se refere às características do ambiente em que os equipamentos serão instalados.

Além disso, a estrutura geral também interfere na qualidade do resultado. Isso está relacionado à tubulação, ao uso de calhas e, principalmente, ao sistema lógico, composto pela rede e todos os equipamentos usados na infraestrutura de TI.

A altura do prédio é outra característica relevante: se o local é de fácil acesso, a instalação é facilitada. Entretanto, se é um edifício muito alto, será necessário utilizar algum tipo de plataforma elevatória.

Como fazer a sonorização de prédios e edifícios comerciais?

Identifique as necessidades do projeto

Enquanto alguns clientes preferem o sistema de som para a divulgação de projetos e o compartilhamento de informações — por meio da criação de uma rádio interna, por exemplo —, outros projetos demandam funcionalidades mais específicas, como alarmes que instruem os ocupantes em casos emergenciais.

Nessa análise de demanda, é preciso definir se há necessidade de instalação de uma sonorização ambiente, voltada para o entretenimento e ambientação de áreas coletivas, e do sistema de anúncios, que tem o objetivo de informar e alertar o usuário do condomínio.

Quando falamos de sonorização ambiente, normalmente a demanda ocorre em áreas como restaurantes, cafeterias, banheiros e lobbies. Já o sistema de anúncios deve ser pontual, instalado em uma área específica para solicitar a presença de pessoas em uma sala.

Em contrapartida, o sistema de alarmes de incêndio e de sons emergenciais deve atingir toda a estrutura, ou seja, integrar todos os segmentos da edificação.

Defina o orçamento disponível

Existem muitas tecnologias avançadas, que dispõem de funcionalidades inovadoras e com alta capacidade de integração e automação. Entretanto, muitos clientes não têm orçamento suficiente para adquirir esses recursos, o que pressupõe um projeto mais simples.

Normalmente, um sistema analógico pode atender muito bem os orçamentos mais apertados. Porém, é muito importante comunicar aos clientes as diferenças existentes entre um sistema digital e uma infraestrutura automatizada.

Por isso, é importante traçar a jornada do usuário, como ele operará os equipamentos no dia a dia e se uma solução simples poderá atender a sua necessidade adequadamente.

Liste os requisitos do projeto

Ao conhecer a dor do cliente e sua real necessidade, é hora de entender de onde sairão os comunicados e para quem eles serão destinados. Com a origem e o destino das informações bem definidos, basta verificar se existe uma infraestrutura (física ou lógica) adequada para a distribuição do conteúdo.

Além de traçar a origem e destino da comunicação, também é preciso entender os desafios de cada espaço sonorizado — localização e acústica, e o melhor meio de distribuição do som, seja ele analógico ou digital.

Em relação à localização e acústica, normalmente, é possível verificar duas situações: áreas internas com acústica favorável, logo o sistema não precisa ser muito robusto; e áreas externas nas quais basta adicionar caixas de som reforçadas contra intempéries e que retardam a propagação de fogo.

Já em termos de acústica, devemos entender qual é o obstáculo de ruído (ambientes com maior volume de conversas e existência de aparelhos de ar-condicionado, por exemplo) e projetar caixas que emitam um som confortável e inteligível. O lobby do prédio, geralmente, é uma área com uma acústica desafiadora, pois é um ambiente aberto e, muitas vezes, construído com pedras de mármore, que são altamente reverberantes.

Em jardins, é imprescindível se preocupar com a infraestrutura, que deverá ser subterrânea. Além disso, o material das caixas deve suportar poeira e tempestades, assim como ter uma pressão sonora que vença os obstáculos de ruídos, como carros, buzinas e construções presentes nas redondezas.

Escolha os equipamentos

Como são soluções que devem ter alta durabilidade, é imprescindível utilizar equipamentos testados para o uso a que se destinam:

  • caixas de alta dispersão e resistentes às intempéries são necessárias em demandas mais complexas;
  • amplificadores de alta potência e de alta tensão são necessários para distribuir os sinais sem perdas;
  • processadores de áudio são necessários para criar as rotas de comunicação entre origem e destino;
  • microfones digitais (via rede) e endereçáveis são utilizados para automatizar a seleção de destinos dos anúncios e para facilitar o dia a dia do operador.

Veja uma de nossas aplicações

Em parceria com o Metropolitan Offices, prédio onde é localizado o escritório do Grupo Discasbos, fizemos a instalação de alguns equipamentos para resolver o problema de comunicação entre a atendente e os visitantes, assista ao vídeo para conhecer mais essa aplicação da nossa equipe.

Conte com fornecedores especializados

O Grupo Discabos auxilia os seus parceiros, como a KVM Informática, não apenas com o fornecimento de marcas especializadas em sonorização de prédios, mas também com a consultoria especializada e cursos técnicos que ajudam a melhorar tecnicamente o nível dos projetos.

O diferencial da empresa está em suas parcerias: projetistas, integradores de sistemas e fornecedores mais confiáveis do mercado, que comercializam marcas renomadas e garantem o sucesso das instalações devido à alta qualidade, eficiência, durabilidade e segurança dos produtos.

Agora que você sabe como fazer sonorização de prédios e edifícios comerciais, entre em contato com o Grupo Discabos e veja como a nossa equipe pode ajudar com o seu projeto!

0 0 votes
Avalie este conteúdo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Tags:

Veja também:

0 0 votes
Avalie este conteúdo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Queremos ouvir você: deixe um comentáriox
()
x